Desde a abertura de sua economia no final da década de 1970, a China tem ganhado importância, na economia mundial, enquanto receptor de investimento estrangeiro direto (IED). Hoje, o país é o segundo maior destinatário desse tipo de investimentos no mundo, atrás apenas dos Estados Unidos. Nesse contexto, levantam-se importantes questões acerca do papel exercido historicamente pelo IED no dinamismo da economia chinesa e, contemporaneamente, na transformação da natureza de sua pauta econômica. Este trabalho tem por finalidade analisar a relação entre o IED e a inovação tecnológica na economia chinesa, destacando o papel exercido por este tipo de investimento dentro de uma estratégia político-econômica mais ampla de desenvolvimento levada a cabo pelo núcleo dirigente do Estado chinês.


Download

Voltar para publicações