O projeto de pesquisa “Brazilian Nuclear Policy” objetiva produzir conhecimento e ensejar debates domésticos e internacionais sobre os atores e processos que produzem as posições e ações adotadas pelos governos brasileiros na agenda contemporânea da política nuclear. Diante das mudanças nos mecanismos de governança da segurança no campo nuclear nos últimos anos, dos desenvolvimentos da energia nuclear, dos seus usos na medicina e na agricultura e da inserção do Brasil e de potências emergentes nos processos internacionais de tomada de decisão, os esforços desse projeto procuram, assim, satisfazer a demanda por uma compreensão adequada do papel do Brasil na governança nuclear e a necessidade de promover debate sobre o tema entre atores relevantes no país.

Dada a complexidade da política nuclear do Brasil, avançamos uma perspectiva analítica que considera conjuntamente as múltiplas dimensões da mesma, a fim de acessar o estado atual da agenda nuclear no Brasil, tanto nos níveis oficiais da formulação política e tomada de decisão quanto no contexto social geral. Além de estudarmos a evolução histórica da política nuclear brasileira nos séculos XX e XXI, mapeamos os principais atores e processos envolvidos nas seguintes dimensões: 1) formulação e implementação das atividades da política nuclear; 2) o debate social mais amplo sobre questões nucleares; e 3) os posicionamento de política externa relativos à governança nuclear.

Dessa forma, o projeto analisa as interconexões entre o conjunto diversificado de atividades que compõem o programa nuclear brasileiro e o debate nacional sobre projetos de modernização e desenvolvimento. Além disso, busca entender a política nuclear do pais em conexão com o seu crescente engajamento internacional em temas, regiões, coalizações e agrupamentos.

Este projeto oferece ao público geral e especializado informações quantitativas e qualitativas a respeito dos principais dados e indicadores da política nuclear brasileira, bem como reflexões críticas sobre este elemento complexo e multifacetado da agenda política do Brasil, no qual as dimensões do nacional e do internacional se interseccionam. Além disso, organiza uma série de eventos com o objetivo de promover o diálogo entre acadêmicos e atores relevantes no campo nuclear no Brasil e no exterior e também aumentar a conscientização a respeito da política nuclear brasileira e outras questões nucleares.